Alterações de circulação mexem com trânsito no centro de Queluz

A Câmara Municipal de Sintra fez saber que, a partir do dia 31 de Maio, vai dar início a várias intervenções no centro de Queluz que implicam alterações na circulação automóvel, que vão mexer de forma significativa com o trânsito na zona. 

Na primeira fase da intervenção serão implementados os seguintes sentidos únicos:

– A Av.ª Elias Garcia terá sentido único desde o entroncamento com a Rua Padre Alberto Neto Simões Dias (Casal das Quintelas) e o entroncamento com a Rua D. Pedro IV (Quatro Caminhos), sentido Amadora Quatro caminhos; 

– A Rua D. Pedro IV terá sentido único desde a Av. Elias Garcia até ao novo entroncamento com a Rua Laura Alves, sentido Quatro Caminhos – Amadora;

– O acesso à Rua Laura Alves vai ser feito através da Rua D. Pedro IV e será transitável em sentido único até à Rua José Afonso apenas para moradores, transportes públicos, cargas e descargas e veículos RSU (transportes de Resíduos Sólidos Urbanos); 

– A Rua Padre Alberto Neto Simões Dias terá uma faixa BUS no sentido Rua José Afonso – Av. Elias Garcia (Sul-Norte) que será exclusiva para transportes públicos de modo a garantir as carreiras atuais;

– No Casal das Quintelas, nos arruamentos envolventes aos edifícios do Largo Jorge Sena irá ser implementado um sistema de tráfego circular e o acesso será feito pela Travessa Elias Garcia e Rua José Afonso; 

– A ligação a Norte do Casal das Quintelas à Av.ª  Elias Garcia apenas permitirá a saída de veículos (sentido Sul-Norte); 

– As ruas Marcos de Portugal e José Cipriano da Silveira Machado serão de sentido único de modo a permitir apenas a saída do Casal das Quintelas para a Av.ª Elias Garcia e Rua D. Pedro IV.

Autor: Redacção

31 comentários em “Alterações de circulação mexem com trânsito no centro de Queluz

  1. Os cidadãos deviam ser informados, de que tipo de obras se tratam, e com que fim elas se destinam!
    Espero muito bem, que os responsáveis por estas obras não tenham o arrojo de irem construir o elefante branco da Rotunda!
    Se for, isso é mais uma das enumeras irregularidades que o município e a autarquia se predestinam em destruir Queluz.
    Aliás,neste caso a população devia ser ouvida e dar a sua opinião!
    Como tem sido infelizmente hábito, do PS, não se pode esperar coisas boas, já andam na campanha para as legislativas e é o vale tudo.
    É o Portugal da abrilada, tá tudo dito!!!

  2. As obras têm o seu início previsto para 31Mai19, mas quando têm o seu términus previsto?
    Acredito que será para inaugurar numa campanha eleitoral qualquer.
    Depois, sempre seria salutar que informassem em meia dúzia de palavras que tipo de obras se vão realizar.
    Esperemos que não seja só para esbanjar os parcos recursos deste País.

  3. Os cidadãos não estão a ser devidamente informados destas alterações de trânsito nem do seu motivo! Estamos na véspera de se efectivar essa alteração e, na zona central de Queluz, está apenas uma folha A4 com esta informação!!! E pior, porquê??? Que obras ou modificações vão introduzir? Esta forma de actuar demonstra grande desrespeito pelos cidadãos e falta de cultura democrática.

  4. Parece-ce que alguém se esqueceu que na rua D Pedro IV existem os BV Queluz que com esta alteração no sentido de circulação vão demorar muito mais tempo a prestar socorro no meio de Queluz dado que têm de andar a fazer uma gincana no meio do Casal das Quintelas. Julgo que seria prudente ter o sentido de trânsito, da rua D. Pedro IV para os 4 Caminhos. As restantes ruas são de estacionamento de moradores e que por norma têm sempre carros mal estacionados. Já perdi a conta das vezes que chamei o reboque.

  5. Se for para melhorar a circulação tudo bem o que eu duvido. Mas já que os responsáveis estão a fazer estas alterações seria bom que os mesmos responsáveis verificassem a circulação na rua Mateus Vicente de Oliveira, dos camiões do Pingo Doce, com estacionamento dos dois lados principalmente na zona das duas vivendas antigas ali existentes, bem como a marcação do pavimento para os carros estacionarem. Acontece variadíssimas vezes a viatura estacionar e a porta ficar exactamente a coincidir com os pilares existentes no passeio. Estas situações já foram comunicadas a Sra. Presidente de Junta, mas esta nem sequer dignou acusar a recepção do e-mail. Para terminar gostaria também de sugerir aos responsáveis para verificarem o estado do empedrado existente junto à ponte de Pedrinha. Se circular com uma viatura mais baixa tem que passar com todo o cuidado para não roçar no chão.
    Obrigado

  6. Nao percebo uma coisa. Se as ruas dao para circular nos dois sentidos, porque passar a circular num so sentido e ainda por cima em arterias principais. Obrigado José António Silva

  7. Em vez de andarem com estas alterações que ao meu ver só vêm prejudicar as pessoas que vivem em Queluz deviam era alcatroar as estradas que estão numa miséria

  8. Vou adotar ver o trânsito a circular na Travessa Elias Garcia quando tive carros estacionados dos dois lados. Grande inteligência
    Obg

  9. É vergonhosa a forma como os moradores de Queluz são tratados aos anos por gente que acha que Queluz é apenas a rua do Palácio e pouco mais. Na qualidade de morador há 42 anos, se não me tivesse apercebido disto na Internet, nem sequer saberia até me deparar numa dessas mesmas ruas. Vergonhoso

  10. Hoje teve inicio mais um grande “aventura” da alteração radical da circulação viária dentro do chamado Casal das Quintelas, mas onde se encontravam os agentes da PSP para ajudar os automobilistas, certamente parcos recursos humanos, mas não poderiam colocar os agentes da Policia Municipal?
    E percorrendo a rua José Afonso para entrar no parque de estacionamento tem que virar à direita passar pela rotunda (sempre congestionada) e subir novamente para virar à esquerda, entrar no parque, para passar 1 metro de separação de acesso, tem que que se fazer muitos metros
    Daqui a quantas semanas os traços marcados no chão irão desaparecer dada a qualidade da tinta?
    Muito se irá falar, apelo a uma presença e proximidade da PSP com os condutores, pois existe má e incorrecta colocação das placas indicadoras de novos locais de acesso.
    E onde estão as passadeiras para os peões da rua José Afonso pela Marques de Portugal? como agora é só um sentido os carros cortam a curva e sempre a abrir
    obg
    ap

  11. Acho uma falta de respeito para com os moradores, a falta de informação existente! É inadmissivel! Para quê estas alterações? O trânsito vai ser o caos! Ridículo!

  12. As obras são sinal de progresso e de futuro. Para que possamos ter uma cidade atual e regulada devemos pensar o presente, para tal devemos pensar em fazer saídas de Queluz, que até agora são inexistentes. Quem quer sair da nossa cidade sai para a Amadora, ou para o Monte Abraão, a saída direta para o ic19 é inexistente. Apela-se à correcção deste erro.

  13. Vergonha, não tenho outra palavra para me exprimir, vergonha. Hoje à noite vou ter ruído de autocarros a passar até às tantas numa rua habitualmente sossegada (rua Laura Alves) há mais de 30 anos, uma rua estreita com habitantes a morar em rés do chão, é uma vergonha, é inadmissível. É nestas ocasiões tenho uma profunda vergonha em ter nascido português. Tenho dito

  14. Com as duplas vias num só sentido tem-se a possibilidade de sair das filas compactas que iam da Ponte de Carenque para os Quatro Caminhos, agora pode-se ir pela via da esquerda podendo agora virar à esquerda e entrar na D Pedro IV virar a seguir à direita e sair de Queluz.
    Para mim é uma boa ideia, mais fluidez no trânsito.

      1. É uma vergonha estas alterações, quem o fez não tem consciência e muito menos em Queluz… Não estraguem o que estava bem feito e arranjem mas é os circuitos com alcatrão no interior de Queluz….os habitantes da cidade deviam ter direito à sua opinião, já que são eles que aqui transitam… Já passei em sítios que nem dá para acreditar! Votos? O meu será pura abstenção!

  15. Acho que quem teve esta ideia de certeza que não mora em Queluz. Isto não só prejudica as pessoas que moram nas ruas em que foi alterdo o trânsito, mas a todos os moradores desta cidade. Simplesmente esqueceram-se dos bombeiros e do estado do alcatrão, que é uma miséria há anos.

  16. Boa tarde. Gostaria de saber se alguem tem informações sobre a rua Travessa Elias Gracias. Será que vai ser proibido estacionamento do lado esquerdo da via? É que nem a Junta nem a Câmara falam nesta via nem aqui no esquema. Pois nao deve de interessar pois quem fez as alterações ao trãnsito não deve passar por aqui.

  17. Porquê em vez de traços brancos, que em breve vão desaparecer, não se colocam uns pinos de plástico reflectores, para melhor visualização à noite e mais visíveis durante o dia, que chamam mais a atenção aos automobilistas. E já agora, é necessário mais sinais indicativos verticais
    Obg
    Paulo Rodrigues

  18. Mais sinais de trânsito? Eu sei de uma praceta sem saída onde estão colocados 23 sinais. Alguém deve ganhar bom dinheirinho com a colocação de tanto sinal.

  19. Quem elaborou esta alteração não vive em Queluz e não sabe que o que está feito há mais de 40 anos é por alguma razão. O que foi feito agora é uma autêntica cagada e está a criar o caos total na entrada de Queluz, e não vai mudar com o passar do tempo com toda a certeza. Repor o que existia, pois assim não ganham votos e só perdem.

  20. Ainda ontem à noite vinha na minha mota e tive que fazer sinais de luzes porque vinha um carro em sentido contrário e explicar ao senhor as mudanças e o mesmo não reparou no sentido proibido.

  21. Grande parte dos eleitores desta terra sem futuro nem progresso, só têm aquilo que merecem.
    Veja-se o exemplo do resultado da “requalificação” que foi feito no estacionamento na Av. Miguel Bombarda, transformado num verdadeiro caos e um pandemónio, com os consecutivos estacionamentos selvagens em segunda fila.
    Veja-se o caos dos estacionamentos selvagens em segunda fila na Av. António Enes.
    Veja-se o caos dos estacionamentos selvagens em segunda fila, que agora iram ficar ainda bem piores, na Av. José Elias Garcia junto á Servelec Eletrónica.
    Veja-se o caos dos estacionamentos selvagens, junto ao Mercado.
    Veja-se o caos dos estacionamentos selvagens, junto á Repsol.
    Veja-se o caos dos estacionamentos selvagens, na zona envolvente á estação de comboios em Queluz, etc. etc. etc.
    Vejam como ficou o Palácio Nacional de Queluz depois da requalificação, e o Rio Jamor?
    O algodão não engana!!!

  22. Todos ao molho, e Fé em Deus!!!

    Será que existe alguém minimamente avalisado, para me poderem dizer quem é que controla a rebaldaria que continua a persistir no trânsito em Queluz?
    É que ainda agora acabei de chegar a casa, e dei-me conta de ter andado numa autêntica selva.
    Ninguém se entende nesta pocilga, isto é o vale tudo, cada automobilista dita a sua lei, se quer ir por ali vai, e ninguém o impede.
    É um regabofe total, e uns pagam pela incompetência dos outros e ponto final.

  23. E o buraco que se está a formar, já com duas placas informativos de trabalhos, que impede os transportes públicos de dar a volta quem vai da R D. Pedro IV e a rua Laura Alves, tendo que ser alguns populares para retirar e depois voltar a colocar as respectivas placas.
    E onde estão as forças de Segurança PSP, Polícia Municipal, para ajudar os condutores a não entrar em sentido contrário, por falta de sinalização devida e informativa, assim como pilatares reflectores para quem circula durante a noite? Tendo melhor visualização igualmente durante o dia.
    Obg
    PJ

Deixar um comentário