Divisão da PSP de Oeiras comemora aniversário

A Divisão Policial de Oeiras (PSP) assinalou, com uma Sessão Solene, no dia 26 de Fevereiro, no Templo da Poesia, no Parque dos Poetas, o 66.º aniversário daquele órgão de segurança.

Durante a cerimónia foram entregues diversas condecorações a agentes da PSP e no final deste evento a Câmara Municipal de Oeiras (CMO) entregou quatro viaturas híbridas para reforço do policiamento de proximidade.

Esta cerimónia contou com a presença, entre outras entidades, da superintendente Virgínia Cruz, do Comando Metropolitano, do presidente da CMO, Isaltino Morais, do Bispo Auxiliar de Lisboa, Américo Aguiar, do procurador do Ministério Público de Oeiras, Duarte Silva, da comandante da Divisão Policial de Oeiras, Ana Cristina Neri, do director da Polícia Municipal de Oeiras, intendente Gerónimo Torrado, de vereadores da autarquia, presidentes de juntas de freguesia e comandantes de corporações de bombeiros.

A superintendente Virgínia Cruz, no uso da palavra, realçou o simbolismo destas cerimónias que fazem o reconhecimento do trabalho desenvolvido no dia-a-dia dos polícias. Esta responsável referiu que, apesar das carências que enfrenta, a PSP tem desenvolvido com sucesso o seu trabalho nas políticas de proximidade, em situações de crise e nos grandes eventos, o que considera só ser possível por existirem nos seus quadros polícias imbuídos do espírito de missão e bem servir.

Foto: Paulo Rodrigues

Por sua vez, Isaltino Morais disse que estar presente nesta cerimónia foi, além de uma honra, uma oportunidade para testemunhar o reconhecimento do Município pelo trabalho da PSP, realçando que, apesar de haver reclamações face à morosidade na resposta a solicitações (o que considera dever-se a deficiências várias com que a polícia se defronta), há uma opinião generaliza- da de que a PSP, de uma forma geral, cumpre as suas funções, o que torna o concelho seguro.

Sendo necessário que os polícias tenham os meios necessários para desempenhar as suas funções, o autarca considera que é fundamental que os governos não desarmem a polícia, ou seja, se não lhes proporcionarem os meios suficientes, como, por exemplo, não terem um número correcto de efectivos. O presidente da Câmara não entende que situações de natureza burocrática impeçam que os carros da polícia sejam reparados, acrescentando que a autarquia está atenta às necessidades do concelho e tem apoiado a PSP em diversas árias, referindo a futura construção da nova Esquadra de Carnaxide que pretende seja um exemplo a nível nacional, e a criação de residências para polícias. Isaltino Morais terminou a sua intervenção dando os parabéns por este aniversário da PSP e desejando as maiores felicidades a todos o agentes e às suas famílias.

Foto: Paulo Rodrigues

A comandante Ana Cristina Neri começou a sua intervenção dizendo que estava orgulhosa com a realização desta cerimónia, por considerar importante condecorar os agentes e dar a conhecer aos oeirenses o rosto de quem os protege. A mesma responsável agradeceu a diversas entidades os apoios recebidos, nomeadamente à Câmara de Oeiras assinalando a oferta de viaturas, não só as que foram entregues neste aniversário como as que já tinham sido entregues no ano passado, para o serviço de proximidade, o que, referiu, permite por exemplo, ter quatro equipas em permanência no Programa Escola Segura e equipas de apoio à vítima. Ana Cristina Neri agradeceu ainda à Câmara a intervenção que tem sido feita na melhoria das condições das esquadras do concelho.

O bispo auxiliar de Lisboa, Américo Aguiar, começou o seu discurso felicitando o presidente da Câmara pelo trabalho que tem desenvolvido, com o objectivo do bem comum, que, referiu, é também o trabalho da Polícia e da Igreja, lembrando depois os membros da Polícia de Oeiras que já não estão entre nós. Referindo-se ao facto de termos uma grande apetência para dar atenção ao que é feito de mau e não ligarmos ao que de bom se faz, disse que é preciso contrariar essa tendência, sublinhando que, por o trabalho dos agentes e os actos de heroísmo rapidamente se esquecerem, não se deve desistir.
Américo Aguiar terminou dando os parabéns à PSP de Oeiras pelo aniversário e expressou o agradecimento em nome do Patriarcado de Lisboa, pelo trabalho que os polícias fazem, mas também a suas famílias pelo sacrifício que esta profissão muitas vezes exige.

Durante a cerimónia foram entregues medalhas de assiduidade de Três Estrelas, Duas Estrelas e Uma Estrela, medalhas de Comportamento Exemplar, grau ouro, prata e cobre, diplomas de louvor de Serviços Distintos, de Mérito e de Elogio Colectivo.

Foto: Paulo Rodrigues

A Câmara Municipal de Oeiras condecorou Luís Filipe Araújo e Maria Margarida Condessa com a Medalha Municipal Grau Prata e Ruben Garcia com a medalha Municipal Grau Cobre. Esta comemoração de aniversário terminou com a entrega de quatro viaturas no exterior do Templo da Poesia.

Autor: Alexandre Gonçalves

Deixar um comentário