Edifício Cruzeiro vai ser transformado em Vila das Artes de Cascais

O Tribunal de Contas deu luz verde para o início das obras no Edifício Cruzeiro, no Monte Estoril, que vão permitir transformar o imóvel, considerado o primeiro centro comercial do País, na Vila das Artes de Cascais, um pólo cultural dedicado às artes performativas que inclui uma escola de teatro, um centro de formação de artes audiovisuais, uma biblioteca e uma sala de espectáculos com capacidade para 400 lugares.

O anúncio da aprovação do projecto, apresentado há cerca de dois anos, foi dado pela Câmara Municipal de Cascais. “Tivemos o visto do Tribunal de Contas para começar as obras no Edifício Cruzeiro”, revelou o presidente da autarquia, Carlos Carreiras, assinalando que foram, finalmente, ultrapassados os entraves e obstáculos que atrasaram o arranque dos trabalhos, que chegou a estar previsto para 2017. A requalificação do Edifício Cruzeiro está a cargo do arquitecto Miguel Arruda.

“Enquanto no Bairro dos Museus temos acima de tudo as artes plásticas, o Edifício Cruzeiro será a base da Vila das Artes de Cascais e estará mais dedicado às artes performativas”, explicou Carlos Carreiras, sublinhando que a implementação de pólos culturais no concelho é para continuar, nomeadamente na freguesia de Carcavelos/Parede, onde, assinala, estão a ser criados novos espaços de cariz cultural.

Autor: Redacção

Deixar um comentário