SMAS de Sintra pedem redução na deposição de resíduos

Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS-Sintra) anunciaram que vão reduzir a frequência da recolha de resíduos urbanos, devido a dificuldades com o abastecimento de combustíveis da sua frota automóvel causadas pela greve nacional dos motoristas de matérias perigosas.

Em consequência desta situação de crise, a empresa, que utiliza diariamente cerca de 4500 litros de combustível, apela à população que reduza a quantidade de resíduos produzidos e os acondicione bem no contentor doméstico para permitir uma maior capacidade de armazenamento.

Os SMAS-Sintra solicitam também à população do concelho para que proceda à correcta separação e deposição dos resíduos produzidos nos ecopontos, para não sobrecarregar os contentores de resíduos indiferenciados.

Os apelos lançados pela empresa resultam da incerteza quanto à duração da greve dos motoristas de matérias perigosas, sendo que os Serviços Municipalizados estão com dificuldades na obtenção de combustíveis para abastecimento da sua frota automóvel.

A greve nacional dos motoristas de matérias perigosas teve início às 00h00 da passada segunda-feira, convocada pelo Sindicato Nacional da classe por tempo indeterminado, e está a causar grandes constrangimentos com centenas de postos de abastecimento de combustíveis encerrados de Norte a Sul do País.

Autor: Redacção

Deixar um comentário