Amadora quer controlar população de gatos

A Câmara Municipal da Amadora (CMA) e a Associação Animais de Rua preparam-se para assinar um protocolo de colaboração com vista à gestão da população de gatos errantes, silvestres, ou que vivam no seio de famílias com comprovada carência económica.

Este acordo de cooperação, que vai ser assinado pelas duas instituições no próximo dia 5 de Abril, permitirá criar colónias de felinos em áreas devidamente especificadas que não ponham em causa a salubridade, a saúde pública e a segurança de pessoas, animais e bens. 

Cada uma destas colónias terá um conjunto de responsáveis para zelar pela qualidade do bem-estar animal. Através da aplicação do Programa CED (Capturar, Esterilizar, Devolver), pretende-se controlar as colónias de gatos e reduzir a população felina silvestre.

A CMA celebrou ainda um contrato de seguro de responsabilidade civil, destinado a eventuais ressarcimentos por danos patrimoniais e não-patrimoniais decorrentes de lesões físicas ou materiais eventualmente causados por gatos silvestres devidamente identificados.

Autor: Redacção

Deixar um comentário